MÃOS À OBRA

2022-11-01T07:00:00.0000000Z

2022-11-01T07:00:00.0000000Z

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.

http://revistagloborural.pressreader.com/article/282514367478767

COMO CRIAR

INÍCIO_ Algumas das variedades mais conhecidas são ouro, leopardo, siamês, negro, selvagem, marmorato, palhaço e albino. Popular entre as espécies ornamentais para aquário, é possível adquirir o peixe já adulto, preferencialmente no varejo especializado. No entanto, verifique a idoneidade do estabelecimento. AMBIENTE_ A faixa de temperatura ideal da água é de 25 ºC a 30 ºC, apesar de ser um peixe resistente e que suporta variações climáticas. A tolerância também pode mudar de acordo com o estágio de desenvolvimento. De 6,8 a 7 é considerado o pH mais adequado para a água do criatório. ESTRUTURA_ Depende do espaço disponível, sendo possível criar o acarábandeira em tanques escavados, viveiros de alvenaria, aquários ou até em caixas d’água, com espaço de um peixe a cada 20 ou 30 litros. A atividade pode ser exercida em sítio, chácara e até em quintais e garagens de residências. O sistema intensivo é o mais indicado para lidar com peixes ornamentais, pois tem produtividade e resultados econômicos mais elevados. NUTRIÇÃO_ O acará-bandeira não tem dificuldade para se alimentar com rações em cativeiro. Quando as larvas da espécie começarem os primeiros movimentos, forneça duas vezes ao dia náuplios de artêmia e infusórios (crescimento de uma microflora que ocorre devido à matéria orgânica vegetal em decomposição). A transição do alimento vivo para o inerte (ração) deve ser gradativa. Fontes proteicas, as farinhas de tenébrio, de ninfas de grilo e da mosca soldado-negro, estão disponibilizadas no varejo especializado. CUIDADOS_ No preparo de tanques escavados na terra, é indicado fazer calagem e aplicar adubação orgânica ou química para proporcionar produção de alimento vivo para os juvenis. Quando criados em caixas d’água ou aquários, é necessária a limpeza rotineira para evitar acúmulo de alimento não consumido e fezes dos peixes. É importante realizar a renovação parcial da água de duas a três vezes por semana, retirando-se de um terço a um quarto da quantidade total. REPRODUÇÃO_ A partir do primeiro ano de vida, o acará-bandeira está apto a reproduzir na água e a gerar de 80 a 600 ovos em cada desova, quantidade que depende da idade, tamanho e nutrição dos casais. A eclosão dos ovos ocorre em cerca de dois dias, o que pode oscilar devido à temperatura da água. A taxa de sobrevivência varia de 70% a 80%, sendo que os próprios pais, se ficarem estressados, tendem a comer os ovos e as larvas. Assim, use placas de PVC para a desova e, quando os ovos aderirem à superfície, transfira-as para outro local com a mesma água do aquário dos pais.

pt-br