Área agrícola cresce 50% e vegetação diminui 18,2%

LEVANTAMENTO DE 2000 A 2020 DO IBGE MOSTRA QUE AS MUDANÇAS FORAM MAIS INTENSAS NAS BORDAS DA AMAZÔNIA, MATOPIBA, SUL DO RS, OESTE PAULISTA, LESTE DE MATO GOSSO DO SUL E GOIÁS

por VENILSON FERREIRA

2022-11-01T07:00:00.0000000Z

2022-11-01T07:00:00.0000000Z

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.

http://revistagloborural.pressreader.com/article/281569474673647

ANÁLISE | MAPA DA SAFRA

Feijão preto A Conab prevê retração de 4% do plantio da safra de verão, por causa de baixos preços, alta dos custos, insegurança na comercialização e riscos climáticos. Mandioca Os preços da raiz dispararam devido à menor oferta, provocada pela falta de lavouras de segundo ciclo e à poda das mais novas cultivadas no ano passado. Uva As importações cresceram 41% na parcial de janeiro a setembro ante o mesmo período de 2021, impulsionadas pela baixa disponibilidade da fruta no mercado interno. Laranja A incidência do greening no cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo/ Sudoeste Mineiro em 2022 cresceu 9,1%, para 24,42% da área, segundo o Fundecitrus. Açúcar A produção no CentroSul no acumulado até setembro totalizou 26,33 milhões de toneladas, volume 9,9% inferior aos 29,23 milhões de toneladas da safra passada. Milho A área de primeira safra deve seguir em queda em Minas Gerais, devido à migração para a soja e também para a produção de sementes, além da pressão fitossanitária. Manga As chuvas devem favorecer o enchimento dos frutos e levar ao aumento do uso de defensivos em Monte Alto/Taquaritinga (SP), segundo o Hortifruti/Cepea. Arroz Os produtores gaúchos nesta safra devem reduzir a área plantada em 10%, para 862.498 hectares, segundo estimativa de arroz pelo Instituto Riograndense do Arroz (Irga).

pt-br