MILHO: EUA pressionam mercado

2022-11-01T07:00:00.0000000Z

2022-11-01T07:00:00.0000000Z

Infoglobo Conumicacao e Participacoes S.A.

http://revistagloborural.pressreader.com/article/281547999837167

MERCADO | ANÁLISE

Opreço médio do milho caiu. Segundo levantamento da Scot Consultoria, em Campinas (SP), a queda foi de 1,2% comparado a setembro. Em 12 meses, o preço médio está 7% menor. A queda foi puxada pelo avanço da colheita nos EUA, elevando a disponibilidade no mercado internacional e o ritmo da semeadura no Brasil. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) novamente reduziu a estimativa de produção da safra norte-americana, agora para 352,9 milhões de toneladas. Há um mês, a expectativa era de produção de 354,2 milhões de toneladas. Em relação ao avanço da colheita, 31% das lavouras de milho norte-americanas haviam sido colhidas até 9/10. O ritmo dos trabalhos está abaixo dos 39% da mesma época do ano passado, mas ligeiramente acima dos 31% da média dos últimos cinco anos. No Brasil, a Conab diminuiu a expectativa de produção da segunda safra 2021/2022, estimada em 85,6 milhões de toneladas. Para a safra 2022/2023, sendo semeada, 28,9 milhões de toneladas deverão ser produzidas, em menor área, mas com produtividade melhor em relação à última safra, a depender do clima. Até 8/10, 27% da semeadura da safra de verão foi realizada, abaixo dos 29% no mesmo período em 2021. RS, PR e SC são os Estados mais avançados, com 71%, 67% e 60% da semeadura concluída. Em setembro, o Brasil exportou 6,8 milhões de toneladas de milho. Até a primeira semana de outubro, os embarques de milho superaram todo o mês de outubro de 2021, com 1,88 milhão de toneladas exportadas, ante 1,79 milhão de toneladas. Para o curto prazo (novembro), a colheita nos Estados Unidos e o clima na América do Sul serão fundamentais para precificar o milho. Se o clima seguir colaborando com o plantio, a cotação deverá trabalhar em baixa no curto prazo. SUÍNO / PREÇO EM BAIXA O preço médio do suíno nas granjas paulistas caiu 2,2% até meados de outubro na comparação mensal. A oferta e competição com a carne bovina e de frango explicam o cenário. Em setembro, 94,3 mil toneladas de carne in natura foram embarcadas. Ago. 139,65 ∣ Set. 131,14 ∣ Out.* 128,20 PREÇO MÉDIO DO SUÍNO TERMINADO, EM SAO PAULO, EM R$/ARROBA *ATÉ O DIA 15/10 FRANGO / AUMENTO DA OFERTA Até meados de outubro, o preço do frango vivo caiu 4,2% em São Paulo no comparativo mensal. A demanda mais frouxa e o incremento na oferta pressionaram a cotação. Em setembro, 364 mil toneladas de carne de aves foram exportadas, retração de 6,3% em relação a set/2021. Ago. 6,04 ∣ Set. 5,74 ∣ Out.* 5,50 PREÇOS MÉDIOS MENSAIS DO FRANGO VIVO NAS GRANJAS EM SÃO PAULO - EM R$/KG *ATÉ 14/10 ETANOL / DEMANDA FIRME O aumento na demanda fez o preço do etanol hidratado subir 12,4% até meados de outubro em São Paulo. No acumulado da safra 2022/2023, foram produzidos 21,48 bilhões de litros, uma produção 5,84% menor em relação ao mesmo período da safra passada. Ago. 2,67 ∣ Set. 2,36 ∣ Out.* 2,66 PREÇO MÉDIO MENSAL DO ETANOL HIDRATADO EM SÃO PAULO, NA USINA, EM R$/LITRO, COM IMPOSTOS, SEM FRETE. *ATÉ 14/10

pt-br